Aumenta o número de empresas japonesas falidas por causa da falta de mão de obra

0
486

Aumenta o número de empresas japonesas falidas por causa da falta de mão de obra

O envelhecimento da população japonesa, e a queda constante nas taxas de natalidade, são um dos assuntos mais comentados na mídia atualmente. Pois, suas consequências são enormes para a economia e funcionamento do país.

Muitas dessas consequências só terão um forte impacto no futuro, no entanto, elas já começaram a apresentar sinais nesses últimos anos.

  • Renorn Network Internet
  • Imobiliária Homestation
  • Educação financeira e curso de investimento
  • Publicidade e Marketing digital
  • Renovation Master School
  • Projeto Mulheres

Pesquisas realizadas pela Tokyo Shoko Research apontam que 426 empresas japonesas declararam falência em 2019. Sendo o motivo, do fechamento de todas elas, a falta de mão de obra. De 2018 para 2019, houve um aumento de 10% nas empresas falidas, e, com o crescente envelhecimento da população japonesa, o número tende a aumentar.

Além de representar um aumento em comparação ao ano anterior, 2019 também se estabeleceu como o ano de mais alto registro de falências, desde 2013, quando os dados começaram a ser disponibilizados.

Dentro desse número, 270 empresas (cerca de 60%) fecharam, pois o responsável se aposentou e não conseguiu encontrar um sucessor. Já, cerca de 80 não conseguiram contratar trabalhadores suficientes, para continuarem em funcionamento. Mais de 40 não puderam substituir os funcionários que estavam se aposentando, e mais de 30 não conseguiram lidar com o aumento dos custos trabalhistas.

Em relação aos custos trabalhistas, têm sido uma reclamação constante, pois eles continuam aumentando, tanto os com funcionários de tempo parcial, como para outros tipos de trabalhadores.

As principais áreas atingidas são as de construção e serviços. Sendo responsáveis por metade das falências por causa de mão de obra. Segundo a Tokyo Shoko Research, as empresas mais vulneráveis são as menores, pois já possuem poucos funcionários, e algumas perdas já causam um grande impacto no funcionamento.

No futuro, não só essas áreas serão as atingidas, mas também toda a economia do Japão será afetada pela falta de trabalhadores. Muitas medidas têm sido tomadas para melhorar a situação, como a vinda de descendentes para trabalhar no país. No entanto, a longo prazo, só isso não será suficiente.

Fonte: https://www3.nhk.or.jp/nhkworld/pt/news/210374/