Calor intenso eleva número de casos de hipertermia e insolação no Japão

Mais de 8.100 pessoas em todo o Japão foram parar no hospital na semana passada devido a insolação ou hipertermia. O número é quase duas vezes o valor registrado na semana anterior.

A Agência de Gerenciamento de Incêndios e Desastres divulgou que 8.122 pessoas haviam sido levadas para o hospital entre 19 e 25 de julho, um valor 80% maior do que os 4.510 casos registrados uma semana antes.

  • Renorn Network Internet
  • Publicidade e Marketing digital
  • Renovation Master School
  • Imobiliária Homestation
  • Projeto Mulheres
  • Educação financeira e curso de investimento

A agência reportou 23 mortes. Também divulgou que 3.060 pessoas que foram hospitalizadas apresentavam sintomas graves ou moderados e outras 4.900 tinham sintomas leves.

Mais da metade de todos os pacientes tinham mais de 65 anos de idade.

A maioria dos pacientes, ou 3.437 pessoas, apresentaram os sintomas dentro de suas casas. Outros 1.496 foram levados para o hospital após terem sido socorridos em locais de trânsito – como calçadas – e outros 887 passaram mal enquanto trabalhavam em locais como fábricas ou fazendas.

A Agência de Meteorologia fez previsões de temperaturas de mais de 35 graus para o norte e oeste do Japão ao longo das próximas duas semanas.

As autoridades estão pedindo que as pessoas usem o ar-condicionado antes que as temperaturas fiquem altas demais. Afirmam que equipamentos de refrigeração devem ser ligados assim que a temperatura atinja os 28º Celsius ou a umidade do ar chegue a 70 por cento.

 

Fonte: NHK