Conselho de Segurança da ONU se reúne para discutir disparo de míssil balístico da Coreia do Norte

O Conselho de Segurança das Nações Unidas realizou uma reunião de emergência a portas fechadas, na quarta-feira, para discutir o mais recente lançamento de míssil balístico da Coreia do Norte.

A pedido dos Estados Unidos e de outros países, o conselho se reuniu após o anúncio norte-coreano de que havia realizado um teste de lançamento bem-sucedido de um míssil balístico a partir de um submarino na terça-feira.

  • Educação financeira e curso de investimento
  • Imobiliária Homestation
  • Renovation Master School
  • Projeto Mulheres
  • Publicidade e Marketing digital

Antes da reunião, a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Linda Thomas-Greenfield, declarou a repórteres que as atividades de Pyongyang “representam uma violação de múltiplas resoluções do Conselho de Segurança e que elas são inaceitáveis”. A embaixadora disse ainda que o desenvolvimento de mísseis pelo lado norte-coreano “desestabiliza a região e ameaça a paz e a segurança internacional”.

Thomas-Greenfield exortou a Coreia do Norte a retomar o diálogo com os Estados Unidos. Ela disse: “Nós nos oferecemos para encontrar com funcionários governamentais norte-coreanos sem quaisquer pré-condições, e deixamos claro que não temos nenhuma intenção hostil em relação ao país.”

Representantes de França, Irlanda e Estônia também condenaram a Coreia do Norte em uma coletiva de imprensa conjunta. No entanto, fontes diplomáticas das Nações Unidas dizem que o conselho não pode elaborar uma declaração por causa da oposição de China e Rússia.

 

Fonte: NHK