Empresas japonesas consideram o inglês a habilidade mais importante, e ao mesmo tempo, a mais deficitária entre seus funcionários. 

0
44

Empresas japonesas consideram o inglês a habilidade mais importante, e ao mesmo tempo, a mais deficitária entre seus funcionários. 

Em pesquisa feita pelo Institute for International Business Communication (IIBC), com diferentes empresas japonesas, constatou-se que 82,6% consideram o inglês a habilidade mais importante para um empresário, no futuro, dentro da empresa. Ao mesmo tempo, o inglês é considerado a habilidade com maior carência, sendo a resposta de 67% das empresas participantes.

Quanto ao uso do inglês no local de trabalho, o número mais alto alcançado foi o do departamento responsável pelos negócios exteriores, totalizando 61%. Apesar de apenas 18% das empresas acreditarem que seus funcionários precisam ter certo nível de inglês, em três anos esse número pode saltar para 36,7%, mostrando que o conhecimento do idioma será indispensável no futuro.

Segundo as empresas, as dificuldades em relação ao aprendizado de inglês são: a falta de motivação; os níveis variados de conhecimento de cada funcionário; e a falta de tempo para treinamento. Sendo a falta de motivação a que obteve maior porcentagem entre os entrevistados, com 66,3%.

E, para os funcionários, o maior problema está na falta de oportunidades de usar o inglês no trabalho, com 50,4% das respostas. Sendo, uma das possíveis soluções, as empresas criarem uma forma de incentivo para que os empresários coloquem o inglês em prática, motivando-os nos estudos do idioma.

Fonte:

https://www.nippon.com/en/japan-data/h00583/english-abilities-crucial-but-lacking-in-japanese-workplaces.html

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here