Especial moda japonesa: Você conhece a moda lolita?

Especial moda japonesa: Você conhece a moda lolita?

Lolita é uma moda (estilo) japonesa baseada na moda vitoriana e rococó, misturada com a cultura “kawaii” (cultura japonesa voltada para coisas fofas, delicadas, femininas) e com roupas que remetem a bonecas e moda infantil.

  • Projeto Mulheres
  • Renovation Master School
  • Publicidade e Marketing digital
  • Educação financeira e curso de investimento
  • Imobiliária Homestation

A moda lolita começou nos anos 70/80, e, hoje em dia, possui uma grande quantidade de adeptos, homens e principalmente mulheres, dispondo de revistas especializadas, lojas, cosméticos e eventos próprios. O estilo também é muito popular fora do Japão, tendo muitos seguidores no Brasil e no mundo. Apesar de a palavra “lolita” ser associada, no ocidente, ao polêmico livro de Vladimir Nabokov, atualmente, ela está muito mais relacionada ao estilo japonês, do que a conotação negativa que surgiu através do livro (também chamado Lolita).

Existem diferentes subdivisões dentro da moda lolita, como: Sweet Lolita (mais focada em cores pastéis e inspirada na infância); Gothic Lolita (mistura as roupas de bonecas com o estilo gótico, mas mantendo-se infantil); Shiro Lolita (lolitas que usam apenas a cor branca); Classic Lolita (lolitas mais próximas à moda vitoriana e rococó, utilizando cores mais terrosas e envelhecidas como: vinho, verde-escuro e marfim); entre muitas outras.

Por ser um estilo inspirado na moda europeia, mulheres adeptas do lolita trazem para nossa época uma reinterpretação da moda do século XVIII, ou ainda, uma reinterpretação das roupas de Maria Antonieta.  O estilo é composto por: saias rodadas em forma de sino e no comprimento do joelho; muitas anáguas para dar volume; decote alto (nunca profundo); cabelos normalmente com franja e decorados com chapeis, laços ou fitas; sapatos de boneca; tecidos pouco brilhantes, predominando os de algodão; e muitas rendas e babados.

O objetivo do estilo é passar uma imagem “inocente” e não sexualizada. Além disso, é considerado uma forma de resistência as pressões culturais e convencionais do Japão, sendo uma fuga da realidade, para muitas mulheres jovens.

Há ainda o chamado “estilo de vida lolita”, em que as mulheres tentam aproximar-se mais do cotidiano clássico da Era Vitoriana, aprendendo artes manuais como bordado, pintura, escrita e desenho; tornando-se fãs de chás e doces; estudando sobre moda antiga, literatura clássica e boas maneiras; entre várias outras atividades. Também há lolitas que trabalham como modelos e estilistas, e outras que gostam de seguir o estilo apenas nos fins de semana, como uma forma de se libertar das roupas formais dos trabalhos em escritórios e em outros ambientes mais rígidos.

Você encontrará lolitas em diversas mídias, como: filmes, animes, mangás e propagandas. E, pode topar com algumas delas pelas ruas do Japão, principalmente em Harajuku (área ao redor da Estação Harajuku, no bairro Shibuya em Tóquio). Pois, nos fins de semana, o local torna-se um ponto de encontro para seguidores das mais diferentes modas urbanas japonesas.

Lolitas populares na internet:

Misako Aoki (Lolita japonesa): https://www.instagram.com/misakoaoki/?hl=pt-br

Ichigo (Lolita brasileira): http://www.reinodemorango.com.br/

Fonte:

https://haenfler.sites.grinnell.edu/subcultures-and-scenes/lolita/

https://www.coisasdojapao.com/2018/02/conheca-quatro-estilos-fashion-do-japao-e-ainda-influenciam-os-jovens/

https://mulherversusmoda.com/2015/09/21/moda-infantil-moda-japonesa-meninas-moda-lolita-estilo-lolita/