Ex-embaixador dos EUA se reúne com chefe da junta militar em Mianmar

O ex-embaixador dos Estados Unidos na ONU, Bill Richardson, visitou Mianmar e se encontrou com o chefe das Forças Armadas do país. Os militares disseram que os dois conversaram sobre a situação do coronavírus do país do sudeste da Ásia, entre outras questões.

Richardson realizou a reunião com o General Sênior Min Aung Hlain na capital Naypyitaw na terça-feira.

  • Renovation Master School
  • Imobiliária Homestation
  • Projeto Mulheres
  • Educação financeira e curso de investimento
  • Publicidade e Marketing digital

De acordo com as Forças Armadas, entre os tópicos na agenda estava assistência dos EUA para garantir a aquisição de vacinas para o coronavírus.

Em uma declaração divulgada antes de partir para Mianmar, Richardson disse: “nós visitaremos o país para discutir caminhos para uma entrega humanitária de vacinas para o coronavírus, de suprimentos médicos e de outras necessidades em saúde pública”.

A Associated Press citou o Departamento de Estado dos EUA afirmando que a viagem não seria “um esforço promovido por, ou em nome do governo dos Estados Unidos”.

Analistas dizem que o ex-embaixador é um negociador experiente que contribuiu para que pessoas sendo mantidas presas em regimes ditatoriais ou áreas de conflito fossem libertadas.

Os analistas especulam que a visita de Richardson possa ter conexão com um jornalista americano que foi preso pela junta militar e permanece em uma prisão em Mianmar. Eles também mencionaram as negociações sendo demandadas pela comunidade internacional para que seja possível chegar a uma resolução pacífica entre os militares e as forças pró-democracia.

 

Fonte: NHK