Governador quer o cancelamento do revezamento da tocha olímpica na cidade de Osaka

Governador quer o cancelamento do revezamento da tocha olímpica na cidade de Osaka

O governador de Osaka, na região oeste do Japão, afirmou que o revezamento da tocha olímpica deveria ser cancelado na capital provincial, onde planeja pôr em execução rigorosas medidas contra o coronavírus a fim de deter um repique no número de novos casos.

Yoshimura Hirofumi falou a jornalistas na quinta-feira, em meio ao anúncio de que o governo central planeja reconhecer a necessidade de medidas antivírus intensivas na província de Osaka por 30 dias a partir de segunda-feira. A designação dará ao governador autoridade para tomar medidas antivírus sem que seja declarado estado de emergência em municípios específicos da província.

  • Educação financeira e curso de investimento
  • Imobiliária Homestation
  • Renovation Master School
  • Projeto Mulheres
  • Publicidade e Marketing digital
  • Renorn Network Internet

Pedindo que a população evite saídas não essenciais, Yoshimura anunciou que, se a designação se tornar oficial, colocará em vigor medidas intensivas contra o vírus na cidade de Osaka.

Expressou, além disso, intenção de iniciar discussões com a prefeitura de Osaka e com o comitê organizador dos Jogos de Tóquio para cancelar o trecho do revezamento da tocha olímpica correspondente à cidade, que está programado para o dia 14. Yoshimura Hirofumi disse estar, porém, na expectativa de que se realize como foi planejado o revezamento da tocha em outras partes da província nos dias 13 e 14.

 

Fonte: NHK