Governadora de Tóquio diz que pedir novo estado de emergência é uma opção

Governadora de Tóquio diz que pedir novo estado de emergência é uma opção

TÓQUIO (Kyodo) — A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, disse no domingo que poderia pedir ao governo central que emitisse um novo estado de emergência coronavírus para que a capital lidasse com um aumento recente nos casos.

“Tomar uma abordagem proativa é indispensável para responder” ao pico, disse Koike, já que a capital relatou 543 novos casos de COVID-19 no mesmo dia, ultrapassando 500 pelo sexto dia consecutivo, faltando apenas três meses para a abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

  • Publicidade e Marketing digital
  • Renovation Master School
  • Educação financeira e curso de investimento
  • Imobiliária Homestation
  • Projeto Mulheres

“Instruí altos funcionários do governo metropolitano a estudar contramedidas com senso de urgência, considerando (a possível opção de) solicitar um estado de emergência”, disse o governador.

Se emitido, seria um terceiro estado de emergência COVID-19 para a capital, seguindo o primeiro em vigor entre abril e maio de 2020 e o segundo entre janeiro e março deste ano.

Enquanto isso, a prefeitura de Osaka, o epicentro do atual ressurgimento visto como uma quarta onda de infecções no Japão, informou neste domingo 1.220 novos casos, o nível mais alto já registrado para a região.

Foi o sexto dia consecutivo em que a contagem diária na prefeitura do Japão ocidental ultrapassou o nível de 1.000.

Dado o aumento acentuado das infecções, espera-se que o governador de Osaka, Hirofumi Yoshimura, decida possivelmente esta semana se pedirá ao governo central a reemissão de um estado de emergência COVID-19 para a prefeitura.

A prefeitura de Osaka confirmou no mesmo dia que outros 15 pacientes com sintomas graves, incluindo um homem e uma mulher na faixa dos 40 anos que não têm condições básicas de saúde.

A prefeitura viu o ressurgimento dos casos depois que o governo suspendeu o estado de emergência em Osaka e outras cinco prefeituras em 1º de março.

Em Tóquio, a contagem diária foi de 586,4 nos últimos sete dias, um aumento de 125,3% em relação à semana anterior.

Atualmente, seis prefeituras, incluindo Osaka e Tóquio, estão sob estado de emergência, com as autoridades locais solicitando que restaurantes e bares fechem às 20h.m. em algumas áreas.

A contagem nacional de novos casos ultrapassou 4.000 pelo quinto dia consecutivo no mesmo dia, com as medidas quase emergenciais programadas para começar oficialmente em quatro prefeituras adicionais – Aichi, Chiba, Kanagawa e Saitama – na terça-feira.

 

Fonte: Mainichi