Governo do Japão quer reforma da lei especial contra o coronavírus

Imagem Kyodo

Governo do Japão quer reforma da lei especial contra o coronavírus

O Japão planeja revisar a lei especial existente para combater a disseminação do novo coronavírus para dar maior autoridade aos governos locais em todo o país, disseram autoridades neste domingo.

“Uma nova lei é necessária”, disse o secretário-chefe do gabinete, Yoshihide Suga, em um programa de TV, já que o número de infecções vem aumentando desde que o governo suspendeu totalmente um estado de emergência em todo o país em maio e diminuiu as restrições aos negócios e atividades sociais a partir de então.

  • Projeto Mulheres
  • Educação financeira e curso de investimento
  • Renovation Master School
  • Publicidade e Marketing digital
  • Imobiliária Homestation

Como os governadores da província pedem mais poder para os governos locais na luta contra a pandemia, é a primeira vez que Suga aborda a necessidade de alterar a lei de medidas especiais contra novos tipos de doenças infecciosas.

Durante o programa de TV da Fuji, ele disse que um programa para compensar as empresas que atendem às solicitações de fechamento com base na lei deve ser preparado, enquanto mostra relutância em declarar um estado de emergência em regiões limitadas.

Os governadores querem que a lei especial seja endurecida e o descumprimento dos pedidos de fechamento de negócios acarretará multas.

Como o país continua vendo um número crescente de pessoas infectadas pelo vírus causador de pneumonia, particularmente em estabelecimentos de vida noturna, como hostess e bares, Suga disse que mais inspeções no local serão realizadas com base na lei que regula o entretenimento adulto, aguardando a alteração planejada.

“Vamos reforçar com a participação de mais policiais”, afirmou.

O governo metropolitano de Tóquio confirmou no domingo outros 188 casos do coronavírus, caindo abaixo da marca dos 200 pela primeira vez em quatro dias.

Os números de um dia até sábado ficaram perto de 300 pelo terceiro dia consecutivo, em meio à crescente preocupação do público com o ressurgimento da pandemia em Tóquio e em outros lugares.

Os números diários anunciados pelo governo metropolitano refletem os totais mais recentes relatados pelas autoridades de saúde e instituições médicas da capital.

O total acumulado de Tóquio ficou em 9.411. Cerca de 510 novos casos elevaram a lista nacional para quase 25.400, excluindo 712 do Diamond Princess, o navio de cruzeiro que estava em quarentena em Yokohama em fevereiro.

Na quarta-feira, o governo metropolitano elevou o alerta para a pandemia ao mais alto dos quatro níveis, o que significa “infecções estão se espalhando”.

Desde que o estado de emergência foi suspenso, o número de infecções tem aumentado, com a capital registrando aumentos de três dígitos na maioria dos dias deste mês.

No domingo, a prefeitura de Osaka, no oeste, confirmou 89 novos casos do vírus, o maior desde a suspensão.

Fonte: Kyodo