Japão emite alerta de escassez de energia para Tóquio e outras oito províncias

O governo japonês está alertando para possíveis quedas de energia ao longo desta terça-feira em Tóquio e outras oito províncias.

Uma repentina onda de frio deve aumentar a demanda por energia em um momento em que o fornecimento continua limitado, após algumas usinas de geração de energia terem sido danificadas durante o terremoto de quarta-feira na região nordeste do Japão.

  • Imobiliária Homestation
  • Projeto Mulheres
  • Educação financeira e curso de investimento
  • Renovation Master School
  • Publicidade e Marketing digital

O governo emitiu o alerta sobre o fornecimento de energia na noite de segunda-feira. Esta é a primeira vez que um aviso deste tipo é emitido no Japão. O ministro da Economia, Comércio e Indústria, Hagiuda Koichi, pediu pela cooperação da população para reduzir o consumo de energia. Ele disse a repórteres na manhã desta terça-feira que a expectativa é de que o fornecimento de energia fique bastante apertado.

Lares e empresas estão sendo requisitados a poupar energia entre as 8h até as 23h desta terça-feira em Tóquio e outras oito províncias, onde há previsão de chuva ou neve e as temperaturas devem cair consideravelmente. Além de Tóquio, as províncias afetadas são: Ibaraki, Tochigi, Gunma, Saitama, Chiba, Kanagawa, Yamanashi e partes da província de Shizuoka ao leste do rio Fujikawa.

A referência para um fornecimento estável de energia é quando o consumo se mantém abaixo de 97% da capacidade de fornecimento. O governo está alertando para a possibilidade de um apagão em massa caso a capacidade de fornecimento de energia não possa ser garantida.

De acordo com o governo, uma redução de 10% do consumo de energia seria suficiente para garantir um fornecimento estável. Portanto, está pedindo a moradores e empresas que desliguem luzes e aquecedores que não sejam essenciais, que coloquem a temperatura do termostato em 20ºC e que diminuam o brilho de suas TVs.

Todas as áreas afetadas estão dentro do território abastecido pela Companhia de Energia Elétrica de Tóquio (Tepco). As operações em dois de seus geradores termoelétricos na província de Fukushima estão suspensas desde o terremoto da semana passada.

A Tepco informou que irá aumentar a geração de energia para o nível máximo em suas outras termoelétricas para lidar com a escassez. Mas está pedindo aos usuários que colaborem poupando energia já que necessita de mais tempo para restaurar o fornecimento nas usinas que foram danificadas.