Japão prorroga proibição de todo o comércio com a Coreia do Norte por 2 anos

Japão prorroga proibição de todo o comércio com a Coreia do Norte por 2 anos

O Japão decidiu na terça-feira estender suas sanções unilaterais à Coreia do Norte, incluindo a proibição de todo o comércio, por dois anos para manter a pressão sobre o país para desistir de seus programas nucleares e de mísseis, e fazer progressos na questão de seus sequestros passados de cidadãos japoneses.

A extensão das sanções, aprovada pelo Gabinete do Primeiro-Ministro Yoshihide Suga antes da expiração das medidas em 13 de abril, proíbe o comércio e proíbe o atracado seja no Japão de navios registrados na Coreia do Norte e quaisquer navios que tenham chamado em um porto norte-coreano.

  • Publicidade e Marketing digital
  • Imobiliária Homestation
  • Projeto Mulheres
  • Educação financeira e curso de investimento
  • Renovation Master School
  • Renorn Network Internet

A Coreia do Norte testou dois mísseis balísticos em 25 de março, a primeira provocação desse tipo em um ano, violando as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Japão, Estados Unidos e Coreia do Sul prometeram cooperar para a implementação plena das sanções das Nações Unidas e fazer esforços “conjuntos” para a desnuclearização do Norte.

O Japão há muito procura repatriar seus cidadãos sequestrados por agentes norte-coreanos nas décadas de 1970 e 1980, um dos pontos de degola que têm atrapalhado os países que se movem em direção a uma normalização dos laços diplomáticos.

Suga reiterou recentemente sua disposição de se encontrar com o líder norte-coreano Kim Jong Un na esperança de fazer um avanço no impasse, embora as perspectivas de tal reunião permaneçam incertas.

Tóquio implementou sanções contra Pyongyang em 2006, proibindo as importações da Coreia do Norte e a chegada de navios afiliados.

Desde então, ampliou o escopo das medidas punitivas adicionando uma proibição contra as exportações para a Coreia do Norte em 2009.

 

Fonte: Japan Today