Japão recebe terceiro lote de vacina Pfizer COVID-19

Japão recebe terceiro lote de vacina Pfizer COVID-19

O terceiro lote da vacina COVID-19 da Pfizer Inc. chegou ao Japão na segunda-feira, enquanto o país se prepara para expandir seu programa de inoculação para profissionais de saúde.

O embarque de até 526.500 doses da vacina Pfizer, a primeira vacina contra o novo coronavírus que o Japão aprovou para uso, foi entregue ao aeroporto de Narita da Bélgica, onde foram produzidas.

  • Educação financeira e curso de investimento
  • Renovation Master School
  • Imobiliária Homestation
  • Renorn Network Internet
  • Publicidade e Marketing digital
  • Projeto Mulheres

Com a remessa, o governo informou que receberá até 2,66 milhões de doses, com seis injeções de um único frasco de vacina, somente em março.

Quanto às vacinas de outras farmacêuticas, o secretário-chefe do gabinete, Katsunobu Kato, disse em entrevista coletiva na segunda-feira que um estudo clínico está em andamento no Japão para a vacina de dose única da empresa norte-americana Johnson & Johnson, que o governo dos EUA aprovou para uso emergencial na semana passada.

Isso está aumentando as esperanças de um processo de inoculação em massa mais simples, visto que as outras duas vacinas da Pfizer e Modern Inc. aprovadas pelos EUA requerem duas injeções. A vacina da Johnson & Johnson pode ser armazenada por três meses em temperaturas normais de geladeira e tem um prazo de validade de dois anos quando congelada.

A Food and Drug Administration dos EUA confirmou a segurança da vacina com base em dados fornecidos pela maior empresa farmacêutica dos EUA em um ensaio clínico em estágio final .

A injeção é 66% eficaz em geral na prevenção de casos de COVID-19 moderados a graves 28 dias após a vacinação, de acordo com os dados. Somente para casos graves, foi cerca de 85% eficaz.

O Japão lançou a primeira fase de seu programa de vacinação para 40.000 trabalhadores médicos em 100 hospitais em todo o país em 17 de fevereiro como parte dos esforços para examinar a segurança da vacina desenvolvida pela Pfizer e seu parceiro alemão BioNTech SE.

A inoculação em grande escala para 4,7 milhões de profissionais de saúde começará esta semana, depois que as doses forem distribuídas aos governos locais encarregados de administrar injeções em todo o país.

Espera-se que cerca de 36 milhões de pessoas com 65 anos ou mais recebam as vacinas a partir de 12 de abril, seguidas por aquelas com doenças pré-existentes, como diabetes e trabalhadores em instituições de cuidados a idosos e, finalmente, a população em geral.

Taro Kono, o ministro responsável pela implantação da inoculação, explicou que o governo pretende entregar as doses necessárias para inocular mais de 40 milhões de pessoas – profissionais de saúde e cidadãos idosos – aos governos locais até o final de junho.

O governo chegou a um amplo acordo com a Pfizer sobre a aquisição em massa, embora a farmacêutica deva obter a aprovação da União Europeia, que controla a exportação de vacinas contra o coronavírus produzidas em seu bloco, de acordo com Kono.

 

Fonte: Japan Times