Kishida nega que o Japão retomará em breve a entrada de turistas em meio à pandemia

O primeiro-ministro japonês Fumio Kishida participa de uma conferência de imprensa em Tóquio em 8 de abril de 2022. (Kyodo)

O Japão não tem planos para agora de retomar a entrada de turistas estrangeiros no país, disse o primeiro-ministro Fumio Kishida na sexta-feira, enquanto se prepara para um possível ressurgimento do coronavírus.

“Nenhum cronograma específico foi decidido”, disse Kishida em entrevista coletiva, acrescentando que o governo fará um julgamento depois de analisar a situação da infecção por COVID-19 e as medidas de controle de fronteiras tomadas por outras nações.

  • Educação financeira e curso de investimento
  • Projeto Mulheres
  • Publicidade e Marketing digital
  • Imobiliária Homestation
  • Renovation Master School

O Japão, que gradualmente relaxou seus rígidos controles de fronteira, permitirá até 10.000 entradas por dia, incluindo empresários, estudantes e cidadãos japoneses que retornam e residentes estrangeiros, a partir de domingo.

Também suspendeu na sexta-feira sua proibição de entrada de estrangeiros não residentes de 106 países, incluindo Grã-Bretanha, Índia e Estados Unidos.

Mas Kishida alertou que o Japão está vendo sinais de um ressurgimento do coronavírus, pedindo que o público coopere para conter a propagação, tomando medidas de prevenção completas, fazendo testes para o vírus e recebendo doses de reforço da vacina COVID-19 o mais cedo possível.

Na sexta-feira, cerca de 52.000 novas infecções foram relatadas em todo o Japão, aumentando em relação à semana anterior pelo 14º dia consecutivo.

Tóquio registrou 8.112 novos casos, com aqueles na faixa dos 20 anos representando 22% deles, o mais alto entre todas as faixas etárias.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, enfatizou em uma entrevista coletiva a importância de os jovens serem vacinados para “quebrar a cadeia de infecção”.

Apenas 25,6% das pessoas na faixa dos 20 anos em Tóquio receberam sua terceira dose de reforço da vacina COVID-19 na terça-feira, em comparação com 44,4% para toda a população da capital, segundo o governo metropolitano.

Para incentivar as vacinações, o governo metropolitano começou a oferecer cupons e prêmios para indivíduos totalmente vacinados, inclusive dando uma chance maior de ganhar na loteria para ver pandas gigantes gêmeos nascidos no ano passado no Jardim Zoológico de Ueno.

 

Fonte: (via Mainichi)