Líderes do G20 querem 70% da população mundial vacinada até meados de 2022

Os líderes do Grupo dos 20 concordaram sobre a necessidade de acelerar o fornecimento de vacinas contra o coronavírus para nações em desenvolvimento. Eles esperam garantir que 70% da população mundial seja vacinada por completo até meados de 2022.

Os chefes de governos do G20 estão reunidos desde sábado em Roma, na Itália, para os dois dias da reunião de cúpula do grupo. É a primeira vez em que o encontro é realizado de maneira presencial em dois anos.

  • Educação financeira e curso de investimento
  • Renovation Master School
  • Publicidade e Marketing digital
  • Imobiliária Homestation
  • Projeto Mulheres

A reunião coincide com uma crescente preocupação sobre o impacto na economia global da alta nos preços de fontes de energia e problemas nas cadeias de abastecimento. No primeiro dia das conversações, muitos participantes teriam enfatizado a necessidade de um trabalho conjunto para recuperar a economia do impacto da pandemia em todo o mundo.

Também concordaram ser essencial eliminar a desigualdade de acesso a vacinas entre nações desenvolvidas e em desenvolvimento para atingir uma recuperação completa.

Reafirmaram ainda o compromisso com um acordo já firmado em nível ministerial que estabelece um imposto mínimo para corporações. A ideia é garantir que grandes empresas paguem impostos de maneira justa.

No domingo e segundo dia da reunião, os líderes devem discutir mudanças climáticas.

As atenções estão voltadas a uma possível mensagem positiva do grupo em antecipação à conferência das Nações Unidas sobre o clima COP26, marcada para começar no domingo no Reino Unido. O G20 é responsável por aproximadamente 80% das emissões de dióxido de carbono.

 

Fonte: NHK