Níveis de CO2 no Japão batem recorde em 2020, apesar do declínio das emissões globais em meio à pandemia

Níveis de CO2 no Japão batem recorde em 2020, apesar do declínio das emissões globais em meio à pandemia

A Agência Meteorológica do Japão (JMA) anunciou em 29 de março que a concentração de dióxido de carbono (CO2) – um gás de efeito estufa primário – em torno do Japão continuou subindo em 2020 e registrou os níveis mais altos desde que a agência iniciou as observações.

Embora tenha sido relatado que as emissões globais de CO2 em 2020 diminuíram a partir de 2019 devido às atividades econômicas estagnadas em meio à pandemia coronavírus, a JMA disse: “O declínio das emissões está dentro da flutuação anual das quantidades absorvidas pelas plantas, etc., e não poderiam ser detectadas nos dados do nível de CO2”.

  • Imobiliária Homestation
  • Renovation Master School
  • Publicidade e Marketing digital
  • Renorn Network Internet
  • Projeto Mulheres
  • Educação financeira e curso de investimento

Os níveis de CO2 ao redor do Japão são medidos em três pontos de observação em terra, bem como pontos acima do Oceano Pacífico e sudeste do Japão. Os níveis médios de CO2 de 2020 registrados em pontos de observação onshore foram: 416,3 partes por milhão (ppm) no distrito de Ryori, em Ofunato, prefeitura de Iwate — 2,3 ppm maior do que em 2019; 414,5 ppm na ilha minamitorishima em Ogasawara, Tóquio – 2,3 ppm maior do que no ano anterior; e 417,2 ppm na ilha yonagunijima em Yonaguni, prefeitura de Okinawa — 2,4 ppm a mais do que em 2019. Os números foram recordes.

 

Fonte: Mainichi