Polícia prende homem que fazia parte de um grupo de fraudes formado por yakuzas

Polícia prende homem que fazia parte de um grupo de fraudes formado por yakuzas.

Polícia prende homem que fazia parte de um grupo de fraudes formado por yakuzas

Nesta semana, no dia 23 de fevereiro, a polícia conseguiu prender um homem, de 27 anos, envolvido no esquema de fraude operado por grupos rivais yakuza. O suspeito se chama Junnosuke Nakamura, e sua ocupação não é conhecida. Ele era procurado desde o início do mês, quando alguns outros homens envolvidos no esquema foram presos.

Ele foi preso por volta das 21h30. O local em que foi encontrado e como ele foi descoberto não foi revelado pela polícia. No entanto, de acordo com as informações liberadas para a imprensa, a polícia escoltou Nakamura pela estação JR Shin-Osaka.

  • Renovation Master School
  • Imobiliária Homestation
  • Publicidade e Marketing digital
  • Projeto Mulheres
  • Educação financeira e curso de investimento

O caso já vem sendo investigado a algum tempo pela polícia, que descobriu um esquema de tokushu sagi, operado por Rui Fukai (32 anos), membro do grupo yakuza Yamaguchi-gumi, e Ryuji Aoki (28 anos), membro do grupo yakuza Kobe Yamaguchi-gumi.

Tokushu sagi, ou “fraude especial”, é uma forma de golpe na qual as vítimas são enganadas por telefone e tem seus dados bancários roubados.

O líder do esquema, Fukai, foi preso no início do mês, enquanto Aoki, responsável pela coleta de fundos das vítimas, já havia sido processado por suspeita de fraude.

A polícia estava atrás de Junnosuke Nakamura desde o dia 10 de fevereiro, quando divulgou publicamente uma imagem do homem pedindo ajuda para a população para localizar o criminoso. Ele foi intensamente perseguido pelas autoridades, pois Nakamura era o segundo em comando do grupo.

As autoridades acreditam que ele era o responsável por manter uma lista de possíveis vítimas, além de ser aquele que distribuía os ganhos fraudulentos para os membros do grupo.

A gangue Yamaguchi-gumi (yakuza), em 2015, se fragmentou e alguns membros que deixaram o grupo resolveram formar uma outra gangue chamada Kobe Yamaguchi-gumi. Ambas são inimigas e estão passando por diversas disputas, que são acompanhadas de perto pela polícia.

Apesar de Fukai e Aoki estarem em grupos opostos, isso não os impediu de colaborarem para realizarem fraudes. Entre os meses de abril e junho do ano passado, acredita-se que o grupo tenha conseguido cerca de 14 milhões de ienes de vítimas das prefeituras de Saitama e Chiba. No entanto, o número pode ser maior do que o descoberto até agora.

Em um dos casos descobertos pelas autoridades, seis membros do grupo enganaram uma senhora de 70 anos que vivia em Chiba. Eles conseguiram acesso a quatro de suas cartões bancários. Através dos cartões, eles conseguiram sacar 3 milhões de ienes em dinheiro das contas da vítima.