Um candidato na disputa eleitoral por um assento no conselho distrital de Hong Kong sofreu uma facada.

Um candidato na disputa eleitoral por um assento no conselho distrital de Hong Kong sofreu uma facada. Ele é favorável ao governo chinês. O autor do ataque foi detido no local do atentado.

Segundo a polícia, Junius Ho, que atualmente serve como membro do conselho legislativo do território, foi atacado e sofreu ferimentos na manhã de quarta-feira. Ele foi levado ao hospital e estaria consciente.

  • Publicidade e Marketing digital
  • Renovation Master School
  • Educação financeira e curso de investimento
  • Projeto Mulheres
  • Imobiliária Homestation

Gravações de vídeo mostram Ho participando da campanha para o pleito de 24 de novembro quando um homem se aproxima dele carregando grande quantidade de flores. O comício ocorria em uma região próxima da fronteira com a China continental, cuja vaga é disputada no pleito. Pode-se então ver o homem retirando uma faca de sua bolsa, esfaqueando Junius Ho no peito.

Durante os meses de demonstrações contra o governo, viu-se uma série de ataques a ativistas e candidatos pró-democracia em Hong Kong.

Também houve casos de escritórios de campanha de candidatos favoráveis a Pequim que sofreram vandalismo e ataques a pessoas contrárias às manifestações.

O governo de Hong Kong publicou uma declaração que condena o ataque contra Ho. Segundo ele, opiniões devem ser expressadas de maneira pacífica e nenhum ato de violência será tolerado.

Com o incidente, aumentam as preocupações de que eleições locais não sejam realizadas conforme planejado. Grupos favoráveis a Pequim defendem que o governo local deve adiar a votação caso atos de violência continuem a ocorrer.