Tóquio reporta 1.337 casos diários de COVID; contagem nacional 4.519

Tóquio reporta 1.337 casos diários de COVID; contagem nacional 4.519

Tóquio reporta 1.337 casos diários de COVID; contagem nacional 4.519

O número diário de infecções por coronavírus totalizou 1.337 em Tóquio na quinta-feira, disseram autoridades do governo metropolitano, ultrapassando a marca de 1.000 pela primeira vez desde que a pandemia começou no início deste ano e aprofundando as preocupações com a capacidade hospitalar.

O número é resultado de 10.504 testes em 28 de dezembro.

  • Projeto Mulheres
  • Imobiliária Homestation
  • Educação financeira e curso de investimento
  • Renovation Master School
  • Publicidade e Marketing digital

A contagem eclipsou o recorde anterior de 949 casos registrados no último sábado, à medida que a capital japonesa continua a ver um rápido aumento nas infecções pelo COVID-19.

O número de infecções em Tóquio em dezembro já ultrapassou 19.200, quase o dobro dos casos confirmados em novembro e refletindo o ritmo acelerado de ressurgimento na cidade.

Por faixa etária, o maior número de casos foi de pessoas na faixa dos 20 anos (385), 248 na faixa dos 30 anos, 195 na faixa dos 40, 178 na faixa dos 50, 88 na faixa dos 60, 62 na faixa dos 70. Havia 111 menores de 20 anos.

A governadora Yuriko Koike disse a repórteres que as compras de férias aparentemente estão levando a multidões maiores, repetindo seu apelo para que os moradores fiquem em casa durante as férias.

Especialistas em saúde na reunião de resposta à pandemia do governo metropolitano de Tóquio na quarta-feira alertaram que a capital poderia ficar sem leitos hospitalares para tratar pacientes COVID-19 se o ritmo recente de infecções continuasse.

A cidade conseguiu garantir 3.500 leitos para pacientes coronavírus até agora, aquém de sua meta de 4.000.

Ele vem depois que várias pessoas no Japão foram confirmadas como infectadas por novas variantes do vírus COVID-19, detectado pela primeira vez na Grã-Bretanha e áfrica do Sul.

A descoberta das novas cepas, consideradas mais transmissíveis do que o vírus original, estimulou o governo a parar de emitir novos vistos e restringir a maioria das entradas no Japão.

Em meados de dezembro, Tóquio elevou seu alerta sobre a tensão em seu sistema médico para o mais alto de quatro níveis, a primeira vez que a capital o fez desde o surto do vírus.

Com a medida, o governo metropolitano solicitou que restaurantes e bares da capital encurtassem seu horário de funcionamento fechando às 10 p.m.

Em todo o país, o número de casos notificados foi recorde de 4.519. Depois de Tóquio, as prefeituras com maior número foram Kanagawa (588), Saitama (330), Osaka (313), Chiba (252), Aichi (239), Hyogo (193), Fukuoka (253).190), Hokkaido (167), Kyoto (109), Hiroshima (87), Gifu (83), Tochigi (73), Okinawa (58), Nara (38) e Gunma (37).

Foram relatadas 49 mortes relacionadas ao coronavírus.

 

Fonte: Japan Today